Produtos essenciais para a grávida: o que recomendar?

A gravidez é uma fase da vida que implica muitas mudanças e adaptações no corpo da mulher.
Embora um estilo de vida saudável auxilie em diversos aspetos, frequentemente surge a
necessidade de recorrer a produtos farmacêuticos específicos. É importante que os profissionais
de farmácia estejam preparados para aconselhar adequadamente as futuras mães, garantindo a
sua saúde e do bebé.

Aqui fica uma lista de alguns produtos relevantes para a fase de gestação que podem ser vendidos na farmácia:

1. Suplementos vitamínicos

Existem nutrientes fundamentais para o desenvolvimento do feto que são difíceis de obter unicamente através da alimentação. Recomenda-se suplementos de ácido fólico (reduz o risco de defeitos do tubo neural), de iodo (importante no desenvolvimento e maturação do sistema nervoso central fetal) e de vitamina D (regula a quantidade de cálcio e fosfato no corpo, que são necessários para manter ossos, dentes e músculos saudáveis). Em algumas situações, pode ser necessário tomar suplementos adicionais, como ferro, vitamina C, ómega-3 ou cálcio, se houver uma deficiência específica identificada pelo médico.1,2

2. Cuidados da pele

Há produtos químicos para cuidados da pele que podem causar complicações. As grávidas devem evitar produtos que contenham retinoides, hidroquinona, formaldeído ou ftalatos. Contudo, ingredientes como ácido azelaico, ácido glicólico, peróxido de benzoíla tópico e ácido salicílico tópico são considerados seguros. Também se podem utilizar produtos que contenham manteiga de cacau, aloe vera, antioxidantes, como vitamina C ou E, manteiga de karité ou óleo de coco.3

  • Hidratação e estrias: Devido às alterações hormonais e ao crescimento da barriga, a pele da grávida tende a esticar, o que pode levar ao aparecimento de estrias. Recomendam-se cremes e loções hidratantes que incluam na sua composição colagénio e elastina. Estes ingredientes ajudam a prevenir as estrias e também proporcionam uma sensação de conforto, pois ajudam a reduzir a comichão na barriga. Atenção, pois alguns cremes, loções e géis antiestrias contêm retinol, que pode prejudicar o feto. 3,4
  • Prevenção de manchas (melasma/cloasma gravídico), tanto no rosto como no corpo, a melhor forma de prevenção é a proteção solar, mas existem outros produtos adjuvantes.4
  • Acne: Algumas grávidas passam por crises de acne. O American College of Dermatology indica que antibióticos tópicos e orais, incluindo azitromicina e claritromicina, bem como tratamentos a laser e luz podem ser seguros. O ácido salicílico pode ser seguro por um tempo limitado. As grávidas devem evitar tratamentos para acne com isotretinoína, tazaroteno, espironolactona, adapaleno, tretinoína, trifaroteno. Além disso, deve interromper-se qualquer tratamento que contenha doxiciclina, minociclina ou tetraciclina antes de 15 semanas de gravidez, pois esses produtos químicos podem manchar os dentes do feto. É essencial falar com o médico antes de um tratamento para o acne.3

3. Higiene íntima

É comum que as grávidas apresentem um aumento na quantidade de secreção vaginal. Recomendam-se produtos de higiene íntima suaves, sem corantes ou perfumes, que ajudam a manter o equilíbrio do pH, reduzindo o risco de infeções.5

4. Azia e indigestão

As grávidas podem sofrer de desconforto digestivo e azia devido às alterações hormonais. Produtos com antiácidos ou alginatos podem aliviar estes sintomas. Se estes não melhorarem, o médico pode prescrever um medicamento para reduzir a quantidade de ácido no estômago, como a ranitidina ou o omeprazol.6

5. Analgésicos

É comum o surgimento de dores nas costas, cãibras nas pernas e dores de cabeça durante a gravidez. Quando o alívio da dor for necessário, aconselhe a opção mais segura, como medicamentos à base de paracetamol, sempre ressaltando a importância da moderação e da consulta a um médico, caso os sintomas se prolonguem.7

6. Saúde oral

Com o aumento do volume sanguíneo durante a gravidez, é muito comum sangramentos das gengivas mais frequentes. Além disso, a gravidez pode levar a problemas como a gengivite gravídica. Recomenda-se o uso de uma boa pasta com flúor e um elixir bucal apropriado para ajudar na prevenção.8

7. Cuidado da mama

A grávida pode enfrentar o desconforto de mamilos secos ou doridos. Nesse caso, aconselha-se o uso de cremes para mamilos com lanolina ou bálsamos de mamilos à base de óleo de coco, que ajudam a manter a pele suave e hidratada, prevenindo fissuras.9

8. Prevenção de varizes

Com o aumento do volume sanguíneo durante a gravidez, as varizes podem ser um problema. Meias de compressão podem ser uma solução.10

9. Enjoos matinais

Embora muitas vezes designados como enjoos matinais, podem ocorrer a qualquer hora do dia ou da noite e são bastante comuns, especialmente no 1.º trimestre. A vitamina B6 pode ajudar, bem como a doxilamina.11

Cada gravidez é única e requer acompanhamento médico adequado. Portanto, aconselha-se que as grávidas consultem sempre o médico ou farmacêutico antes de iniciar qualquer novo tratamento ou regime de suplementos. É essencial garantir que todos os produtos ou suplementos são seguros para a mãe e o bebé.

Referências

1. National Health Service. Vitamins, supplements and nutrition in pregnancy. 2020.
2. CHTS. Suplementação na gravidez.
3. Ames H. Pregnancy and skin care: What products are safe to use? Medical News Today. 2023.
4. Oliveira A. Gravidez: produtos recomendados e o que não usar. The skin game. 2020.
5. Reis M. Higiene íntima correta na gravidez diminui risco de candidíase. Tua Saúde. 2020.
6. National Health Service. Indigestion and heartburn in pregnancy. 2020.
7. WebMD contributors. What pain relievers are safe during pregnancy? Grow by WebMD. 2022.
8. Coelho P. Gengivite gravídica: sintomas e tratamento. Clínica Dr. Pedro Coelho Quantum Smile. 2021.
9. O’Kane R. Dry Nipples in Early Pregnancy: Causes & How To Resolve. Parents Wonder.
10. WebMD contributors. Compression socks: benefits during pregnancy? Grow by WebMD. 2023.
11. American College of Obstetricians and Gynecologists. Morning Sickness: Nausea and Vomiting of Pregnancy. 2021.

//Artigo de Marisa Teixeira

Content Manager na Phormula Group

Julho 2023

Partilhar